O município

Belo Vale, uma viagem ao som das águas e montanhas.

Tricentenário, o município surgiu no século XVII – 1673 – com a corrida dos bandeirantes paulistas incentivados pelos Portugueses, em busca das pedras e ouro. Historicamente, é o segundo povoado criado na Província de Minas Gerais, pela Bandeira de Fernão Dias Paes. O marco deste momento histórico encontra-se em Vargem de Santana, a 6 km da cidade.

As antigas fazendas incentivaram a economia com base na agricultura, e tiveram participação ativa na fase colonial mineira. As primeiras lavras de ouro na região despertaram interesses dos portugueses, que influenciaram na arquitetura da cidade e nos costumes da população. Atualmente, a produção de mexerica Ponkan coloca Belo Vale em destaque na economia, entre os primeiros produtores do país.

Banhada pelo Rio Paraopeba, Belo Vale tem população de 7.841 habitantes. Possui riquíssimo patrimônio cultural e natural: sítios arqueológicos, ruínas do século XVIII, fazendas coloniais, igrejas e capelas barrocas; dois belíssimos sítios quilombolas reconhecidos pela Fundação Palmares, Boa Morte e Chacrinha dos Pretos destacam-se pela cultura e atrativos locais.

Visitar Belo Vale é envolver-se com a história e o desenvolvimento de Minas Gerais. Suas montanhas e cachoeiras irradiam ar puro em meio a uma natureza empolgante. A trilha pelo “Sítio Arqueológico Ruínas das Casas Velhas”, é uma atividade obrigatória.

O belovalense se orgulha de ter em seu território, dois imponentes patrimônios nacionais: a tradicional e colonial “Fazenda da Boa Esperança” e o “Museu do Escravo”, um dos maiores centros de referência da cultura negra do país.

E então, simples! Com “Belo Vale Livre nas Mãos” click nos roteiros que sugerimos; pegue a BR-040 no sentido BH / Rio, entre na MG-442, e sinta o cheiro de mato… Pare, observe o mar de montanhas, banhe-se nas águas frias e cristalinas das cachoeiras, e envolva-se com a história e hospitalidade de um povo alegre e orgulhoso de ser mineiro.

Localização

Belo Vale é uma cidade brasileira que está localizada na Zona Metalúrgica de Minas Gerais (Micro Região: 187 – Espinhaço Meridional.

Belo Vale limita-se com os Municípios de Bonfim, Moeda, Ouro Preto, Congonhas, Jaceaba e Piedade das Gerais.

  • Moeda – 13 Km
  • Congonhas – 42Km
  • Itabirito – 66Km
  • Ouro Preto – 80Km
  • Belo Horizonte – 86Km

Principais festividades do município de Belo Vale

  • Festa dos Santos Reis
    06 de janeiro
  • Festa de São Gonçalo (padroeiro) e São Sebastião
    Todo dia 20 de janeiro de cada ano. A cidade se movimenta com show de grupos de dança folclóricas como o Candomblé, Folia de Reis e Bumba-meu-boi, além de outras.
  • Mamãe Virei Bicha
    Grito de pré-carnaval. Realizada anualmente no fim de semana que antecede o carnaval. É um bloco constituído de foliões fantasiados de mulher e seguidores de trio elétrico.
  • Semana Santa
    Tradicional festa religiosa. É o evento que mais enche o centro da cidade. Neste período a população quase triplica de tamanho. É uma festa que dura uma semana com apresentações de cenas bíblicas.
    Há também aos sábados o Baile de Aleluia e no domingo a queima do Judas. Esse evento já acontece há mais de 100 anos.
  • Festa de Santana
    Tradicional Festa de Santana conhecida por todo o Brasil, onde romeiros fazem suas promessas e agradecimentos a Nossa Senhora de Santana (avó de Jesus Cristo).
    A Festa é realizada anualmente (25 e 26 de julho). Nela são realizadas missas, procissões, coroações. Para alegrar ainda mais, há show de  fogos de artifícios, banda de música e muitas barraquinhas.
  • Festa da Boa Morte
    O vilarejo de N.S. da Boa Morte também tem a sua festa (15 de agosto). Não com tanta gente como antes, mas tem a sua missa, a procissão e a beleza de participação de seu povo humilde.
  • Festa de Nossa Senhora do Rosário
    3º domingo de outubro
  • Festa de Nossa Senhora da Conceição
    8 de dezembro
  • Aniversário da Cidade
    17 de dezembro 17 de dezembro